Olá, amigos leitores do Zeta!

Estudar sobre a educação no Brasil sempre me deu muito prazer, e ultimamente tenho feito muita palestra em creches e escolas de ensino fundamental. Tenho percebido como ainda estamos longe de ter uma boa base para se ter um ensino SUPERIOR de qualidade.

Falando com diretoras de creches e escolas de ensino fundamental, tenho percebido como a falta de professores qualificados é grande. O desenvolvimento interno de professores é falho no nosso país.

Algumas Questões

Com o término do magistério no Brasil, professores que se formam em pedagogia numa plataforma EAD sem sequer ter experimentado entrar numa sala de aula procuram emprego em escolas. Estão totalmente desqualificados para exercer essa profissão, que é a mais nobre de todas no mundo! A minha pesquisa nas creches e escolas teve um resultado impressionante, que foi de fato uma surpresa para mim. Segue as duas perguntas que mais me deixaram de boca aberta!

Perguntei:

1- Como que é feita a contratação de um professor dentro do seu estabelecimento de ensino?

Respostas:

70% disseram que é por indicação e não é feita uma avaliação prévia e consulta dos trabalhos anteriores.

19% disseram que é feito um processo seletivo, mas não existe consulta dos trabalhos anteriores.

11% disseram que é feito um processo seletivo, e é feita uma busca de trabalhos anteriores.

2- Como é feito o desenvolvimento profissional de cada professor e o acompanhamento disto?

Resposta:

91% disseram que não existe desenvolvimento interno e não existe acompanhamento de cada professor

7% disseram que há um desenvolvimento interno com cursos EAD/Online, mas não existe acompanhamento de cada professor.

2% disseram que existe um desenvolvimento interno com cursos EAD/Online, alguns poucos trabalhos presenciais, e a direção do colégio faz acompanhamento periódico.

Como reagir a isso?

Vendo essa estatística, fiquei horrorizado! São poucas as diretoras de creches e de ensino fundamental que acompanham os seus professores em seus desenvolvimentos profissionais, motivando-os ao crescimento. Os cursos EADs desenvolvem apenas 5% da capacidade do aluno e ainda depende do interesse do mesmo, é muito pouco!

E a contratação por indicação, sem preenchimento dos requisitos necessários para as vagas de professor, ainda é muito pior!

Cheguei à conclusão de que quando o aluno chega à Universidade, ele está totalmente despreparado para entender a matéria que lhe é apresentada. Dou aulas na pós-graduação da UNG (Universidade de Guarulhos) e identifico que a cada ano que se passa, os alunos chegam piores no entendimento de textos e lógica. E muitos nem sequer sabem escrever o português corretamente. Tudo fruto de uma base pobre de desenvolvimento.

E Agora, Brasil?

Muitos conseguem seus diplomas, mas não sabem o que desejam de fato fazer!

Existem várias instituições que querem modificar esse cenário nacional, via cursos de extensão e cursos para desenvolvimento deste profissional. Afinal, essa profissão é importante para todas as outras. Qualificar o professor é, sem dúvidas, o maior desafio deste século em nosso país. Em um Brasil onde as crianças já não querem estudar muito, e onde a rapidez por um diploma ou certificado é mais importante do que o ensino de fato, o que nos resta é ter profissionais medíocres e continuar lutando pela educação no Brasil.

E outra conclusão que tive: o índice de desemprego só aumenta, porque não temos profissionais qualificados para as vagas que surgem.

Tenho montado cursos de desenvolvimento de professores para essa qualificação, junto com parceiros de diversas áreas. Estou tentando modificar esse cenário de alguma forma. Sei que é uma gotinha no oceano, mas já é alguma coisa! Venham comigo nessa batalha! Me escrevam sobre o assunto aqui no Zeta.

Pense nisso!

Abraços

Neco Ribeiro

Sobre quem escreve

Colunista

Neco Ribeiro é Coach formado pela ACI – Academia de Coaching Integrativo, chancelado pela ALUBRAT – Associação Luso Brasileira de Transpessoal. Coordenador e Professor de Coaching no IBRESP – Instituto Brasileiro de estudos e Pesquisa. Professor Universitário na Pós-UNG – Universidade de Guarulhos, professor no Sindicato dos bancários do ABC. Autor do livro “Ser Positivo“, colunista no site Zeta e Palestrante em diversas áreas. Já atendeu mais de 300 clientes em processos de Coaching e obteve resultados surpreendentes. Autor do Projeto “Curar sua vida é mais simples do que você Pensa!” – Com aceitação de estudos dos Modelos mentais!

Posts Relacionados

Deixar uma resposta

Seu email não será publicado