Olá leitores do Zeta!

No mundo corporativo, em especial aqui no Brasil, você se torna empreendedor e logo se acha um empresário. Mas será verdade??

Até porque, ser empreendedor não significa ser empresário. Conheço diversos colaboradores que são empreendedores mas em nenhum momento pensaram em ter seu próprio negócio. Mas esse é outro assunto.

O que quero mostrar aqui são as crenças que nós seres humanos trazemos desde nossa infância e outras que criamos ao decorrer da vida. Crenças das mais diversas como por exemplo, a de um bom funcionário, que acha que é insubstituível, porque nunca ensinou ninguém a fazer o que ele faz na empresa.

 Essa é uma crença forte, mas nós devemos saber que ninguém é insubstituível, já que melhor ou pior, alguém vai assumir aquilo que fazemos um dia.

Portanto, na verdade nossas crenças quase sempre nos impõe limites sobre o que realmente queremos. E a partir disso criamos modelos mentais: pequenas crenças que interferem em nossos pensamentos no dia a dia gerando resultados graves, com o passar do tempo.

Em junho de 2017, escrevi aqui mesmo no CtrlZeta sobre os modelos mentais, o que mostra que o assunto não é novidade.

E para saber como isso interfere no nosso dia a dia e atrapalha no crescimento e sucesso profissional, é necessário entender como funciona o pensamento ruim, como por exemplo, o pensamento de raiva (cólera).

O sentimento de RAIVA


90 segundos é a duração máxima que nossa mente consegue ter da RAIVA mais profunda do mundo.

Para ter RAIVA de novo nós temos uma única forma que é lembrar do fato. Então toda vez que nós lembrarmos do que aconteceu, temos no máximo mais 90 segundos desse sentimento, simplesmente porque ESCOLHEMOS lembrar disso.

Escrevi também aqui no CtrlZeta o texto “O impacto dos pensamentos” que também ajuda a ver como nossa mente funciona nesses casos.

A mente não distingue o que é realidade ou ficção, o que é certo ou errado. A reação química produzida pelo cérebro é a mesma em todas as situações. Por exemplo: se tenho um pensamento ruim e tenho RAIVA, a mente entende que estou vivendo o pensamento de novo, e de novo…

Então se ficar acumulando pensamentos de RAIVA durante 20, 30 anos, você certamente vai ficar cheio de doenças.

Nesses casos, o “empreendedor” com modelos mentais rígidos, sem olhar para novas formas de ver a vida, terá inúmeras decepções. E acima de tudo, jamais será um “empresário”.

Existem diversos pontos de vista de uma única coisa. Mas infelizmente ainda temos dificuldade de RESPEITAR o ponto de vista alheio, quando achamos que só existe nossa forma de entender o que está acontecendo. Para alterar esse cenário de estagnação devemos, em primeiro lugar, mudar esse modelo mental.

Um bom processo de Coaching pode ajudar você a ter novas visões do mundo.

Pense nisso! E se quiser fazer um processo de coaching me procure.

Abraços,

Neco Ribeiro.

Revisado por Ana Carolina.

Sobre quem escreve

Colunista

Formado em Artes Cênicas, Psicologia e PNL, Palestrante, Consultor, escritor, Coach e artista performático. É professor nas áreas de motivação e vendas no centro de formação do Sindicato dos Bancários do ABC em Santo André, trabalha como Ator performático(free lancer) pela empresa Um, Dois, feijão com arroz (www.umdois.com.br ) desde 1999 fazendo recreação, escultura com balões, telegramas animados, apresentador animado, mestre de cerimônia e performance artística. É gestor de RH na L3 CRM Consultoria(www.l3.com.br). Trabalha como consultor nas áreas de RH e Comercial desde 2008. Escreveu o livro “Ser Positivo” que está em sua segunda edição. E está prestes a terminar o novo livro de nome provisório “SUPERAÇÃO o X da questão”.

Posts Relacionados