Sabemos que o assunto “auto-ajuda” é bastante abordado em palestras, livros e seminários. Afinal, atualmente a maioria das pessoas está passando por diversos problemas psicossomáticos devido ao estresse gerado pela correria do dia a dia, cobranças da sociedade, responsabilidades além da conta, noites mal dormidas e etc..

São altas cargas e não saber geri-las ou lidar com elas causam uma série de transtornos nas pessoas, dentre eles: intolerância com o próximo, tristezas excessivas, estresse e ansiedade.

A proposta da auto-ajuda é ser uma arma para aprender lidar com esse turbilhão de acontecimentos, basta saber utilizá-la da forma correta.

Mas muita gente não crê nisso. E, então, será que funciona? Será que não funciona?

Este post tem o objetivo inteirar melhor o leitor a respeito desse tema que causa tanta divergência de opiniões.

Tem interesse em saber mais? Continue lendo!

Vamos ao início de tudo. Por que eu tive a ideia de realizar uma publicação sobre esse assunto?

Meu livro Ser Positivo foi classificado pelo ISBN como “auto-ajuda, psicologia positiva e processos psicológicos”. Particularmente, gostei muito que ele esteja entre os classificados como auto-ajuda, pois se trata de um tema bastante abrangente, não apenas ‘dar conselhos genéricos’ e, sim, ir muito mais a fundo.

Uma realidade é que existe muita gente que considera o termo como sinônimo de “blá-blá-blá motivacional barato”.

Se você também pensa assim, então, meu conselho é que  você precisa ler mais “auto-ajuda”.

A seguir, destrincharei e explicarei melhor essa temática:

O que são livros de auto-ajuda?

De forma bastante resumida, são livros sobre desenvolvimento pessoal.

Ok, mas o que é desenvolvimento pessoal?

Dúvida: O que é desenvolvimento pessoal?

Desenvolvimento pessoal é a arte de ensinar as pessoas a melhorarem, a criarem melhores versões de si mesmas. É ensiná-las a lidar com as adversidades da vida, ultrapassar obstáculos, superar traumas, enfim, evoluir.

A questão é que tem gente que acha que se desenvolver como pessoa é somente estudar conhecimentos técnicos/científicos. Mas não é.

Abaixo darei um exemplo:

Se eu sou médico, então, para me desenvolver como pessoa eu preciso estudar mais sobre o corpo humano?
Não. Esses são conhecimentos técnicos/científicos, que estão mais para “desenvolvimento profissional”.

Para se desenvolver como pessoa você precisa estudar você mesmo.E é isso que os livros de auto-ajuda fazem.

Afinal, já dizia Sócrates:“Conhece-te a ti mesmo”.

Mas tem muito “blá-blá-blá motivacional barato” em auto-ajuda?

Sim, tem. E tem muito.

Mas não é porque algo tem uma face negativa, que a gente vai deixar de se abrir a tudo desse algo.

Eu ousaria dizer que a maioria dos livros de auto-ajuda são bons.

Ou seja, eu diria que pelo menos 50,1% do que está na prateleira de auto-ajuda da livraria é útil para você se desenvolver como pessoa.

Mesmo assim, pode-se continuar a afirmar que tem muita coisa ruim, porque 49,9% é muito livro.

E sobre isso, tem uma coisa bastante falada em livros de auto-ajuda e as pessoas julgam sem saber. Sabe o que é?

MINDSET.

Tem gente que basta ouvir falar em Mindset que já se fecha julgando que é “blá-blá-blá motivacional barato”.

Não se deve fazer isso, primeiro é importantíssimo entender o conceito antes de julgá-lo.

Mas então, o que é mindset?

Mind = Mente
Set = Configuração
Mindset é a configuração da nossa mente. Muito parecido com PNL (Programação Neuro Linguística).

É a forma com a qual estamos acostumados a pensar, a enxergar a vida.
Comparando com TI, seria a versão do software que está rodando no nosso cérebro e comandando o nosso hardware (corpo).

E sabe do que é composto o Mindset?

Crenças.

O mindset é composto por aquilo que você acredita.

Tem gente que basta ouvir falar em crenças que já se fecha, julgando que é “blá-blá-blá motivacional barato”. Esse tipo de pessoa pode não perceber, mas a crença dela é que tudo a respeito de mindset e crenças é algo genérico e não vai agregar nenhum valor à ela.

Ou seja, ela nega, mas não consegue fugir da espiral das crenças. Não tem como escapar, nossa vida é gerida por crenças!

Mas, o que são crenças?

São as coisas que a gente acredita firmemente. Elas estão diretamente ligadas aos nossos princípios e valores e também definem o nosso mindset.
É como se fossem as linhas de código do nosso software mental.

Qual é uma crença muito comum que prejudica a configuração da mente de muitas pessoas?

Dúvida Crenças

Acreditar que tudo de auto-ajuda é “blá-blá-blá motivacional barato” e não ajuda ninguém, na realidade.

E este é um grande problema. Infelizmente, as pessoas não estão abertas a aprender coisas novas e por conta disso, deixam tanto de conhecer a si próprias, quanto de evoluir e se tornarem melhores. Não podemos nos achar os donos da razão, é necessário entender que existem diversos pontos de vista, diversas formas de enxergar um mesmo fato e diversas formas de aprender.

E como fazer para modificar essa crença?

Um bom exemplo é estudando sobre desenvolvimento pessoal, ou seja, lendo os bons livros de auto-ajuda. 😉

Com certeza você vai se surpreender com as mudanças que trará para a sua forma de ver o mundo!

Ser positivo tem muita coisa boa para aumentar o auto-conhecimento e usar o mindset de forma mais produtiva. Você pode encontrá-lo na loja do meu site.

Quer saber mais? Assista a uma palestra que fiz sobre o tema, clicando aqui.

Até a próxima!

Sobre quem escreve

Colunista

Formado em Artes Cênicas, Psicologia e PNL, Palestrante, Consultor, escritor, Coach e artista performático. É professor nas áreas de motivação e vendas no centro de formação do Sindicato dos Bancários do ABC em Santo André, trabalha como Ator performático(free lancer) pela empresa Um, Dois, feijão com arroz (www.umdois.com.br ) desde 1999 fazendo recreação, escultura com balões, telegramas animados, apresentador animado, mestre de cerimônia e performance artística. É gestor de RH na L3 CRM Consultoria(www.l3.com.br). Trabalha como consultor nas áreas de RH e Comercial desde 2008. Escreveu o livro “Ser Positivo” que está em sua segunda edição. E está prestes a terminar o novo livro de nome provisório “SUPERAÇÃO o X da questão”.

Posts Relacionados