Carros autônomos

Apesar das tendências e do fato de várias marcas estarem investindo no desenvolvimento de carros autônomos, isso está gerando muita polêmica. Isso porque algumas dessas tecnologias já estão sendo utilizadas e já estão envolvidas em acidentes de trânsito, como é o caso do Tesla Model X que se envolveu em um acidente no qual o dono do carro culpa o fabricante, pois afirma que o carro acelerou sozinho, causando assim, o acidente.

Tesla Model X Carros Autônomos (Foto: DIVULGAÇÃO/TeslaMotors)

Tesla Model X (Foto: DIVULGAÇÃO/TeslaMotors)

Afinal, o que podemos esperar dessa tecnologia?

Poderia se evitar alguns acidentes ocorridos por negligência de pessoas, como por exemplo, acidentes ao dirigir embriagado.

Google já se preocupa com isso!

Recentemente, o próprio Google Car patenteou um capô que irá “grudar” o pedestre no capô, caso aconteça um acidente. Ao invés da vítima ser atropelada e bater a cabeça, ou até mesmo ser arremessada para longe, o capô irá fazer com que o pedestre seja “preso” ao capô.

carros-autonomos-o-futuro-dos-automoveis-ctrlzeta

Google Glue Car (Foto: google.com)

O principal foco da tecnologia é garantir a segurança dos pedestres, ciclistas, motoqueiros e até mesmos outros motoristas.

Mas, da mesma forma que existem pontos fortes, também existem pontos fracos. A tecnologia pode ser hackeada, o que causaria muitos problemas, dependendo da malícia de cada pessoa.

Foram feitos testes ano passado e cientistas afirmam que essa tecnologia é vulnerável. É possível hackear um veículo autônomo usando um laser que fazem os sensores enxergarem objetos que realmente não existem.

Google Self-Driving Car Project (Foto: DIVULGAÇÃO/Google)

Google Self-Driving Car Project (Foto: DIVULGAÇÃO/Google)

Preocupações:

Quem será culpado em caso de acidente, uma vez que o carro é automático e, teoricamente, não terá uma pessoa segurando o volante?

Os carros autônomos são capazes de ler aquelas faixas brancas que tem na rua, mas o que aconteceria se essa faixa estivesse mal pintada ou apagada?

Para que os carros autônomos comecem a rodar nas ruas do Brasil, muitas coisas deveriam mudar, uma delas é a infraestrutura das ruas/estradas brasileiras, já que o mais comum de ver nas cidades e na própria televisão são as pessoas reclamando dos buracos.

É claro que não podemos esquecer dos motoristas profissionais, que poderão perder seus empregos por causa dos carros autônomos.

Se no Brasil os taxistas já ficaram bravos por perder espaço para o Uber, imaginem então o que pode acontecer quando eles descobrirem que podem perder espaço para os carros autônomos?

Podemos esperar que daqui a uns 10 anos veremos muitos carros desse tipo andando sozinhos pelas ruas. Mas, as pessoas têm que se conscientizar que não é apenas entrar no carro e deixar ele te levar ao destino escolhido, os usuários dessa tecnologia têm que estar atentos.

Como a maioria desses carros ainda estão em teste podemos ter algumas mudanças. Até que chegue ao Brasil poderemos ter uma tecnologia para que as pessoas não façam coisas tão imprudentes, como por exemplo, dormir enquanto o carro está no automático.

Quem sabe?

O que você espera desses carros ‘inovadores’?