Cidades Inteligentes e Humanas: Conheça o Brasil 2030!

Hoje vamos falar sobre um assunto que já é muito conhecido na Europa e vem sendo discutido com mais frequência aqui no Brasil; vamos conhecer um pouco mais sobre as Cidades Inteligentes e Humanas, além de conhecer o projeto Brasil 2030.

Em um bate-papo com Claudio Nascimento que atualmente é vice-presidente da Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, diretor Executivo na América do Sul da ONG Update Cities, representante no Brasil da OASC – Open Agile Smart CitiesConselheiro do Porto Digital em Recife, e um dos realizadores do movimento Brasil+Empreendedor.

Também esteve presente João Luiz da Silva Júnior, que foi Secretário Executivo de Juventude e de Qualificação Profissional de Recife e hoje é secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de Olinda – PE; pós-graduado em Gestão Pública, em Administração de Projetos Sociais e possui um bacharelado em Direito.

Também presente, André Telles; diretor executivo de marketing da iCities, publicitário, professor e palestrante nas áreas de Marketing Digital, Empreendedorismo Digital e Inovação em Cidades.

No bate-papo foram discutidas questões a respeito da situação das cidades brasileiras, como por exemplo, como elas se tornarão inteligentes no futuro. O continente Europeu foi colocado em destaque pelo seu avanço nesse quesito.

O que é a Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas?

Cidades Inteligentes e Humanas: Conheça o Brasil 2030!Criada em 2013,  já possuí mais de 350 cidades brasileiras reunindo secretários e dirigentes municipais de ciência, tecnologia, inovação e outros serviços.

Além disso, outros projetos e diversas universidades estão trabalhando em conjunto para que este projeto obtenha sucesso.

A rede brasileira de cidades inteligentes e humanas trabalha com o conceito de:

“As Cidades Inteligentes e Humanas são aquelas que se dotam de uma infraestrutura tecnológica interoperável, necessária para conectar todos os hardwares, softwares e aplicações existentes ou que venham a existir, de uma maneira que se transformem em uma plataforma que funcione como um nó que conecte todas as demais plataformas, permitindo à cidade que integre todos os dados e informações gerados, para ter um sistema de informações gerenciais aberto e transparente, de uma maneira que a tecnologia sirva de apoio à melhora da qualidade de vida das pessoas, sempre com sua participação em um processo co-criativo com o poder público”. 

Brasil 2030

O objetivo deste trabalho é apresentar o conceito do tema abordado com a finalidade de esclarecer o que são Cidades Inteligentes e Humanas. Sendo assim,  foi criado um documento com o nome de Brasil 2030; demonstra a metodologia de trabalho que vem sendo realizado nesses lugares, desde o diagnostico da cidade até a implantação de tecnologia e inovação. O documento visa que, até 2030, os municípios brasileiros sejam consideradas inteligentes e humanos.

Por meio de parcerias com instituições públicas e privadas, a ideia é que o documento faça uma interação entre as cidades, e mostre como elas farão para receber novas tecnologias.

Olinda-PE como Cidade Inteligente

Cidades Inteligentes e Humanas: Conheça o Brasil 2030!Em 2014 a cidade de Olinda, no Pernambuco, entrou na lista de cidades inteligentes e humanas do mundo.

A cidade é um Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, e vem se adaptando ao longo dos últimos anos com o processo de inovação, com a proposta de o governo se aproximar mais da população criadora do projeto.

Assim, com a aceitação das pessoas, principalmente dos alunos de tecnologia, a prefeitura passou a realizar projetos que envolvessem alunos com o objetivo de trazer benefícios para a cidade. Foi assim que começaram a ser realizados os Hackathons.

Como os Hackathons estão colaborando para isso?

Como em todo Hackathon, os organizadores selecionaram temas que envolvessem cidades inteligentes e humanas, e é assim que a cidade vem evoluindo e recebendo novos projetos na área.

Um dos Hackathons que foram realizados pela Prefeitura de Olinda é o Hacker Cidadão, em que os participantes devem resolver problemas históricos apresentados por cidadãos. Os critérios de avaliação são sempre baseados em usabilidade, design, inovação e adequação do tema.

Cidades Inteligentes e Humanas: Conheça o Brasil 2030!

Outro Hackathon famoso em Olinda é o HackaCity, que procura estimular o uso de big data e dados abertos entre os alunos, com o objetivo de usar dessas tecnologias para desenvolver soluções que causarão impacto na cidade.

Os alunos vencedores dos desafios receberam prêmios em dinheiro e foram chamados para dar sequência aos seus projetos.

E ai, quer isso na sua cidade? Mostre o projeto para a prefeitura e faça com que a sua cidade seja mais uma cidade inteligente no Brasil!

Contribua para que sua cidade faça parte do Brasil 2030

Caio Lourenço

Estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Faculdade de Tecnologia de Carapicuíba