No último dia 20 de novembro, Dragon Ball, a mais famosa série japonesa do mundo completou 31 anos!

Vamos conhecer um pouco de sua jornada?

Dragon Ball (Foto: DIVULGAÇÃO)

O início (Foto: DIVULGAÇÃO)

O início de Dragon Ball

Vamos lá! Há 31 anos atrás, em 1984, na edição 51 da Weekly Shonen Jump, uma revista semanal de mangás, publicada pela editora Shueisha, no Japão, estreava Dragon Ball escrito por Akira Toriyama.

A história se tornou um grande sucesso entre os jovens, tanto que, em 1986, a série foi transformada em anime. O anime foi exibido semanalmente na Fuji TV, se tornando um grande sucesso no Japão e, consequentemente, se expandindo para o restante do mundo.

O mangá teve ao todo 519 capítulos e deu origem a duas séries de anime que tiveram um enorme sucesso e que, juntas, foram transmitidas no Japão de 1986 a 1996.

Dragon Ball Z(Foto: DIVULGAÇÃO)

O anime (Foto: DIVULGAÇÃO)

Chegada ao Brasil

No Brasil o mangá chegou mais tarde, por volta de 1996 e 1997. A Editora Abril Jovem publicou, pela primeira vez no Brasil, material quadrinizado relativo a franquia. Tratava-se de alguns movie books (revistas no estilo film comics), que foram lançadas em apenas quatro mini séries mensais, cada uma dividida em duas edições (no Japão, foram 20 movie books em volumes únicos).

O mangá original foi publicado pela Conrad Editora entre Dezembro de 2000 e Outubro de 2003. A série foi lançada quinzenalmente e dividida em 2 títulos distintos: Dragon Ball com 32 volumes e Dragon Ball Z com 51 volumes. Cerca de 6 milhões de exemplares foram vendidos entre 2000 e 2002.

Já o anime, começou a ser exibido no Brasil em agosto de 1996 no SBT. Depois disso, várias emissoras como Rede Bandeirantes, Rede Globo, Cartoon Network, dentre outras, já adquiriram os direitos para exibição do anime no país em diferentes momentos.

Dragon Ball Mangá (Foto: DIVULGAÇÃO)

O primeiro mangá (Foto: DIVULGAÇÃO)

Sequências

O primeiro anime tem sua história baseada nos 16 primeiros volumes do mangá original e a sequência, Dragon Ball Z, se baseia nos 26 volumes restantes. Ainda em 1996, uma terceira série, cuja história não se baseia no mangá, seria produzida: Dragon Ball GT.

Entre 2009 e 2015, uma versão revisada de Dragon Ball Z foi transmitida sob o título de Dragon Ball Kai, com a maioria das cenas do anime original que não apareciam no mangá, sendo removidas. Uma quinta série, intitulada Dragon Ball Super, começou a ser transmitida em 5 de julho de 2015.

Dragon Ball (Foto: DIVULGAÇÃO)

Dragon Ball Super (Foto: DIVULGAÇÃO)

E aí, quem nunca ficou tardes e tardes assistindo o anime?

Pois é…eu fiquei!

E o novo título? Quem está acompanhando? Qual a sua opinião sobre?

Não se esqueça de comentar!

Sobre quem escreve

Sabrina Marques (conhecida como Bruxinha), técnica em administração, estudante de Sistemas para Internet na FATEC-Carapicuíba, gosto bastante da cultura asiática, de assistir animes, séries e filme, amo musica e ainda me arrisco em alguns jogos.

Posts Relacionados