Olá leitores do Zeta, hoje eu vou falar sobre uma dúvida que paira na mente de muitos profissionais de TI, é melhor ser ESPECIALISTA ou GENERALISTA? Não é só na área de TI que isso acontece, acho que todas as áreas, em todas as profissões.Olá, leitores do Zeta. Hoje eu vou falar sobre uma dúvida que paira na mente de muitos profissionais de TI: é melhor ser ESPECIALISTA ou GENERALISTA? Porém, não é só na área de TI que isso acontece; e sim em todas as áreas, em todas as profissões.

Vamos lá!

Durante muito tempo (muito tempo mesmo!!!), quando comecei a lecionar, por volta de 1999, eu sempre acreditei que ser ESPECIALISTA era a grande sacada para que um profissional fosse disputado no mercado de trabalho.

Mas por que? Eu tinha como argumento que os especialistas estudavam muito para se tornarem tais profissionais e resolverem problemas que outros  não conseguem com facilidade.

Sempre foi uma verdade dentro das corporações: os ESPECIALISTAS ganham muito mais que os outros profissionais.

Eu utilizava também o argumento de que sendo ESPECIALISTA, seu diferencial de detalhes justificava todo o esforço na formação acadêmica e cursos extras.Olá leitores do Zeta, hoje eu vou falar sobre uma dúvida que paira na mente de muitos profissionais de TI, é melhor ser ESPECIALISTA ou GENERALISTA? Não é só na área de TI que isso acontece, acho que todas as áreas, em todas as profissões.Pois bem, isso ainda é um fato, porque ainda existem muitos especialistas em todas as áreas.

Olá leitores do Zeta, hoje eu vou falar sobre uma dúvida que paira na mente de muitos profissionais de TI, é melhor ser ESPECIALISTA ou GENERALISTA? Não é só na área de TI que isso acontece, acho que todas as áreas, em todas as profissões.Mas isso tem mudado. Tenho visto alguns sucessos também com os GENERALISTAS. As empresas estão buscando profissionais que fazem mais de uma coisa ao mesmo tempo; portanto, a especialidade não está importando em alguns casos. Sem contar que, em algumas empresas ou organizações, isso inflaciona CARGOS e SALÁRIOS.

É impressionante como os RHs das empresas têm que trabalhar cargos e salários o tempo todo.

Gente se especializando e aumentando o salário, enquanto o generalista continua ganhando aumento somente em dissídio.

Então os especialistas ganham mais?

Devido a essa inflação salarial dentro das organizações, o generalista passou a ser útil. Um bom exemplo: médicos especialistas, que ganham pelo menos o dobro dos generalistas. Isso acarreta em maiores valores cobrados nas consultas, mesmo que por meio das empresas de assistência médica.

Nesse caso, as empresas de assistência médica aumentam seus valores conforme a idade do associado que utiliza mais os especialistas. Quando o generalista resolve o problema, o custo da operação cai muito e as organizações conseguem manter os preços.

É meio doido pensar que valores são alterados quando um especialista está atuando, enquanto que com um generalista tudo fica na mesma. O que é melhor? Para mim, o melhor seria um especialista com salário de generalista! Hahahaha, brincadeiras à parte.

Já em alguns casos, o generalista é muito mais importante do que o especialista. Por exemplo, na área de TI, quando um programador PHP, C# ou dotnet sabe se virar nos “30” sem a ajuda do especialista. Isso está cada dia mais comum, porque os jovens de hoje são muito mais curiosos e querem aprender um pouco de tudo.

Isso acaba sendo bom para o mercado de trabalho e as empresas ficam satisfeitas com seus resultados.

Olá leitores do Zeta, hoje eu vou falar sobre uma dúvida que paira na mente de muitos profissionais de TI, é melhor ser ESPECIALISTA ou GENERALISTA? Não é só na área de TI que isso acontece, acho que todas as áreas, em todas as profissões.

E você, prefere ser Especialista ou Generalista?

Bom, eu ainda estou em dúvida se os GENERALISTAS vão segurar a barra nos momentos de tensão onde as decisões devem ser tomadas. Ainda acredito que os ESPECIALISTAS dão conta do recado melhor.

O que você acha? Me conte aqui qual é a sua opinião.

Abraços,

Neco Ribeiro

Sobre quem escreve

Colunista

Neco Ribeiro é Coach formado pela ACI – Academia de Coaching Integrativo, chancelado pela ALUBRAT – Associação Luso Brasileira de Transpessoal. Coordenador e Professor de Coaching no IBRESP – Instituto Brasileiro de estudos e Pesquisa. Professor Universitário na Pós-UNG – Universidade de Guarulhos, professor no Sindicato dos bancários do ABC. Autor do livro “Ser Positivo“, colunista no site Zeta e Palestrante em diversas áreas. Já atendeu mais de 300 clientes em processos de Coaching e obteve resultados surpreendentes. Autor do Projeto “Curar sua vida é mais simples do que você Pensa!” – Com aceitação de estudos dos Modelos mentais!

Posts Relacionados