Antes de mais nada, tenho que admitir que fiquei encantado com essa série e todo o roteiro que foi sendo desenvolvido, mas o que mais me chamou a atenção é em como La Casa de Papel nos ensina a trabalhar como um time.Antes de mais nada, tenho que admitir que fiquei encantado com essa série e todo o roteiro que foi sendo desenvolvido. Mas o que mais me chamou a atenção é em como La Casa de Papel nos ensina a trabalhar como um time.

A mais recente série queridinha por nós, brasileiros, que foi criada pela Antena 3, emissora de TV espanhola e adquirida pela Netflix no fim de 2017, traz muito mais do que simples ladrões assaltando a Casa da Moeda.

Algo que eu tenho que contar aqui para vocês é:

  1. Ainda não assisti a 2º temporada da série, estava aguardado a chegada na Netflix;
  2. Não vou falar detalhadamente o que acontece durante o enredo. Quem não assistiu, sugiro que assista com urgência!

Todos aqueles que querem se desenvolver como pessoa e como profissional, devem assistir a La Casa de Papel.

Principalmente os que desejam, futuramente, alcançar uma posição profissional de liderança, devem ver e se encantar com o papel do Professor em liderar o seu time de ladrões.

Vamos entender um pouco mais sobre isso:

Como o Professor montou o seu time ideal?

Desde o primeiro episódio, percebemos a inteligência do Professor ao montar o time ideal, o qual foi inteiramente baseado nas necessidades que ele teria durante o assalto.

Ele montou um time diversificado, onde cada integrante sabia trabalhar em uma área diferente dos demais. Neste ponto, muitos líderes pelo mundo costumam contratar profissionais semelhantes; o que, muitas vezes, não faz muito sentido.

Depois de formar o time ideal, ele passou a integrar e a treinar esses profissionais para que todos soubessem exatamente o que fazer em cada situação.

E isso funcionou tão bem que, em diversas vezes, os ladrões já sabiam o que a polícia iria fazer.

Ao longo da série, notamos a inteligência do Professor em realizar um planejamento estratégico, a fim de estar ciente das possíveis falhas em seu projeto e caminhos para passarem por cima dos obstáculos.

Ele até mesmo consegue estabilizar emocionalmente o seu time, quando fatos não planejados ocorrem e ele mostra soluções em como reverter esse processo.

La Casa de Papel e o Time Scrum

Antes de mais nada, tenho que admitir que fiquei encantado com essa série e todo o roteiro que foi sendo desenvolvido, mas o que mais me chamou a atenção é em como La Casa de Papel nos ensina a trabalhar como um time.Não sei se todos vocês sabem o que é Scrum, então vou dar um breve resumo aqui. Mas, de qualquer forma, podem saber mais sobre o assunto em um outro post que fiz.

Scrum é um framework de trabalho que emprega diversas ferramentas, utilizado em diversos gerenciamentos de projetos, principalmente no desenvolvimento de software ágil.

Dentro de um time de Scrum irá existir o Product Owner, o Scrum Master e o Time de Desenvolvimento.

Ainda não entendeu o motivo pelo qual estou fazendo esta comparação? Dê uma olhada agora…

  • Product Owner = Professor;
  • Scrum Master = Berlim;
  • Time de Desenvolvimento = Tóquio, Rio, Denver, Nairobi, Moscou, Oslo e Helsinque.

Não conseguiu entender ainda? Vou explicar melhor para você cada um desses papeis.

O Product Owner

Antes de mais nada, tenho que admitir que fiquei encantado com essa série e todo o roteiro que foi sendo desenvolvido, mas o que mais me chamou a atenção é em como La Casa de Papel nos ensina a trabalhar como um time.O Product Owner, ou apenas PO (no nosso caso, é o Professor), é o responsável pelas funções mais importantes a serem feitas durante o desenvolvimento. É ele quem lista todas as necessidades, conhece o valor do projeto a ser entregue e planeja como o time vai alcançar o objetivo proposto.

Agora, de fato, ficou mais fácil comparar o Professor a um PO, não é?

Durante os episódios, enquanto os ladrões estão dentro da Casa da Moeda, ele está do lado de fora coordenando; mas sem interferir tanto nas ações de seu time.

E é dessa forma mesmo que um time Scrum deve funcionar.

O Scrum MasterAntes de mais nada, tenho que admitir que fiquei encantado com essa série e todo o roteiro que foi sendo desenvolvido, mas o que mais me chamou a atenção é em como La Casa de Papel nos ensina a trabalhar como um time.

O Scrum Master (no caso, Berlim), deve garantir que todos do time conheçam os valores, princípios e práticas do framework. Ele também é responsável por melhorar o processo para maximizar o valor entregue.

Ele é quem remove quaisquer obstáculos que estejam interferindo no trabalho do time de desenvolvimento.

Acho que essa última frase explica muito bem o trabalho de Berlim. O seu único problema é a agressividade. Te garanto que um Scrum Master não é tão ruim assim.

O Time de Desenvolvimento

Antes de mais nada, tenho que admitir que fiquei encantado com essa série e todo o roteiro que foi sendo desenvolvido, mas o que mais me chamou a atenção é em como La Casa de Papel nos ensina a trabalhar como um time.Acho que o próprio nome do time de desenvolvimento já deixa claro que eles são responsáveis pelo desenvolvimento do produto/serviço. Mas aqui, no nosso caso, eles foram responsáveis pela execução do assalto.

São eles que irão compartilhar conhecimento, riscos e responsabilidades.

Todo o seu trabalho é motivado para alcançar os resultados desejados em troca de algo, o que em La Casa de Papel é muita grana.

Com o time de desenvolvimento e também com o time do Professor, muitos imprevistos aconteceram ao longo do projeto, mas isso é algo normal e até comum no dia a dia.

Temos líderes para nos auxiliarem ou, muitas vezes, líderes ocasionais, como muitas vezes aconteceu com Tóquio ou com a Nairobi.

Espero que este pequeno resumo tenha ajudado vocês a entenderem um pouco sobre Liderança ou Scrum.

Faltou muita coisa sobre o framework Scrum a ser falado, mas também estou aprendendo agora. Portanto, aos poucos, vou passando aqui para vocês um pouco da minha evolução.

Leave a Reply

Your email address will not be published.