Acho que pela a situação em que nosso país tem vivido nos últimos anos, não preciso ficar explicando detalhadamente o que é a Operação Lava Jato, vocês todos já devem saber o que é, mas hoje eu não vim falar sobre as prisões e sim da utilização do Big Data durante a operação.Pela a situação em que nosso país tem vivido nos últimos anos, não preciso ficar explicando sobre Operação Lava Jato. Já sabemos o que é, mas hoje não venho falar das prisões e sim da utilização do Big Data durante a operação.

Esse assunto já havia sido confirmado por Moscardi Grillo, delegado da Polícia Federal. Moscardi não deu muitos detalhes de como está sendo a utilização da tecnologia na operação.

Quem está utilizando a tecnologia para a operação é o Ministério Público. Não consegui achar informações se eles mesmos são os responsáveis pelo desenvolvimento ou se uma empresa que foi contratada. Se alguém souber, me avise!

A cada fase de sucesso da Operação Lava Jato, suspeitos são acusados de atuarem em desacordo com leis contra o patrimônio público. Então, nos veio a dúvida de como a Polícia Federal e o Ministério Público chegaram nestas conclusões.Acho que pela a situação em que nosso país tem vivido nos últimos anos, não preciso ficar explicando detalhadamente o que é a Operação Lava Jato, vocês todos já devem saber o que é, mas hoje eu não vim falar sobre as prisões e sim da utilização do Big Data durante a operação.

E logo que foi noticiado o uso do Big Data, ficou claro como isso tem sido o maior aliado nas investigações para determinar como ou quem infringiu a lei. Isso mostra a competência dos órgãos públicos em utilizarem tecnologias ditas como inteligentes.

Uma análise de dados utilizando um Big Data, cruzando informações de diversos locais, se torna mil vezes mais confiável do que em uma investigação a 10, 15 anos atrás.

O avanço tecnológico não trouxe benefício apenas para as empresas privadas, diversos órgãos públicos estão aproveitando este momento. E eles vão se beneficiar cada vez mais destes recursos para o que for preciso.

Essa utilização faz com que os investigadores responsáveis tenham grandes volumes de dados que possam: tratar, compartilhar, pesquisar, visualizar e cruzar as informações para chegar em resultados plausíveis e possíveis.

Vamos relembrar o que é Big Data?

No meu texto “A Sociedade Big Data e a Overdose de Informação“, falo sobre a presença do cientista de dados Ricardo Cappra na Campus Party e como ele detalhou o mundo de Big Data.

Porém, irei relembrar aqui para vocês:

Big Data é um grande conjunto de dados armazenados em servidores de banco de dados, e tais conjuntos estão em crescimento cada vez mais frequentes e numerosos.

Um Big Data é baseado nos 5V’s: Velocidade, Volume, Variedade, Veracidade e Valor.

Essa tecnologia em si, é muito complexa e difícil de explicar em um post como esse, mas prometo para vocês que em breve irei explicar exatamente o funcionamento de um e também irei explicar a importância de cada um dos 5 V.

O Big Data utilizado na Lava Jato pode ser replicado em outras operações?

No ano passado, o Ministério Público foi eleito um dos 10 Cases de Sucesso em Big Data no Brasil pela EleFlow. Isso é algo muito interessante visto que um órgão público possui pouco investimento se comparado aos setores privados.

Na própria matéria falando sobre o case, é mostrado que o MPF além de utilizar o Big Data, também utiliza o Watson da IBM. Essa ferramenta está sendo responsável por coletar, agrupar e provavelmente aprender com esses dados.

Acho que pela a situação em que nosso país tem vivido nos últimos anos, não preciso ficar explicando detalhadamente o que é a Operação Lava Jato, vocês todos já devem saber o que é, mas hoje eu não vim falar sobre as prisões e sim da utilização do Big Data durante a operação.Portanto, a utilização do Watson nos mostra que o MPF quer uma visão mais analítica e futura de suas ações. Isso mostra que não só a Lava Jato, mas diversas outras operações irão utilizar o Big Data.

Acredito que é só um início de aprendizado com a tecnologia. Quando estiver funcionando 100% e com todos os responsáveis treinados e capacitados, teremos notícias muito mais animadoras do que já estamos recebendo.

Então, talvez até mesmo crimes como lavagem de dinheiro, pagamentos de propina e outros tipos de corrupção sejam descobertos praticamente em tempo real.

Mas já pensou? Será possível diminuir os casos de corrupção no país?

Deixar uma resposta

Seu email não será publicado