A tecnologia está evoluindo a cada dia, podemos vê ou ouvir nos noticiários pesquisadores na área de TI desenvolvendo coisas que parecem absurdas para a sociedade mais que faz parte do nosso mundo tecnológico.

Dessa vez uns cientistas criaram gel para tela touchscreen pois é!.

Uma equipe de pesquisadores da universidade de tecnologia de Berlim, na Alemanha, desenvolveu um novo tipo de tela  touchscreen que “incorpora” botões físicos de acordo com o toque do usuário. Estou falando do GELTOUCH  é um sistema que usa hidrogel termoresponsivo capaz de enrijecer-se sob uma corrente elétrica.

Os cientistas alemães encontraram uma solução que equilibra a versatilidade e praticidade de uma tela touchscreen convencional, como a de um tablet ou de smartphone, com a precisão de um teclado físico como a de um controle remoto de uma televisão.

A tecnologia por outro lado abre mão da resistência de uma tela de vidro, adotando um material mais maleável, semelhante ao plástico.

Como funciona esse novo touchscreen?

O novo tipo de tela touchscreen!

O novo tipo de tela touchscreen!

O gel desenvolvido pelos cientistas se encontra no estado líquido. Ele fica sólido com o aumento da temperatura, podendo assumir qualquer forma incluindo a de diversos botões.

Os pesquisadores criaram um sistema que ao sentir a pressão do dedo do usuário , dispara uma corrente elétrica que aquece e enrijece ou por outras palavras endurece o gel naquela região onde for tocada.

Ou seja a tela cria uma esponja sólida em qualquer lugar onde o usuário estiver com seu dedo e quando o usuário retirar o dedo da tela o gel voltará ao seu estado líquido.

O processo de transformação da substância leva em torno de 2 segundos, em abrir e fechar de olhos pois é rápido de mais. O protótipo criado pelos cientistas tem um display de 7 polegadas e funciona com 3 formas diferentes são elas:

  1. teclado numérico;
  2. uma barra de rolagem;
  3. joystick para jogar um game simples.

Em novembro os cientistas apresentará a invenção em uma conferência nos Estados Unidos. Eles afirmam que ainda falta muito para que o geltouch posso ser aplicado de modo eficiente ao dia-a-dia do consumidor, como em telas de smartphone ou tablet, mais que a nova linha de pesquisa abre possibilidades interessantes.

Que venha GELTOUCH para o BRASIL!!!

Sobre quem escreve

20 anos, Estudante de Sistemas para Internet - FATEC.

Posts Relacionados