Fala galera, nesse sábado (11) rolou o Hand-On PHPWomen aqui em São Paulo.

Como é? Você não sabe o que é Hand-On PHPWomen?

Calma, eu conto para você. Hand-On é uma oficina onde o participante coloca a “mão na massa” e o Hand-On PHPWomen teve uma duração de seis horas.

Tá, você deve estar pensando:

– Ah, mais uma oficina de PHP para mulheres blá bla blá.

Apesar do nome ser PHPWomen, teve alguns “meninos” lá, contando comigo, éramos cinco, e sim, ficamos caladinhos…rs

E não foi apenas mais uma oficina de PHP, foi A OFICINA DE PHP.

Primeiramente temos que falar da equipe que estava presente para ajudar os participantes, alguns membros da PHPWomen Brasil e PHPSP ou ambos.

E segundo, você não precisava conhecer PHP para estar lá ou muito menos ser da área de TI. Sim, você não leu errado, não era necessário ser da área de TI para participar.

Agora você pára e pensa:

– Por que os organizadores criariam um evento abordando um conteúdo da área de TI e não colocariam como requisito mínimo o participante ser da área de TI?

Simples, recrutar novos membros para a área. E não qualquer tipo de membro, mas um em especial, o público FEMININO.

Infelizmente ainda existe no mercado um certo “rótulo” e preconceito contra o público feminino. Bem, eu em minha humilde opinião gostaria de ver a expressão na face de um ser que rotula as pessoas ou age com preconceito, depois de ouvir as “meninas” falarem.

Sim, tivemos um bate papo antes da oficina e, sem sombra de dúvidas, elas mandam muito bem.

Além do bate-papo, foi apresentada a história da internet desde a criação da ARPANET. E, melhor do que começar a programar é você saber como fazer da maneira certa.

Foi apresentado para a galera o Git Hub e o Cloud 9, ambos para podermos trabalhar de forma rápida na oficina e na vida, claro.

Pronto, ferramentas apresentadas, ambiente preparado, é hora do código. A turma foi dividida em duas partes, uma que já desenvolveu na vida e outra que queria algo a mais para sua vida (yes, PHP é vida!). Com o auxílio dos monitores, os alunos aprenderam a criar seu primeiro código PHP, boas práticas para o desenvolvimento, trabalhar com variáveis locais e globais e trabalhar com formulários.

A proposta da oficina foi relativamente simples, o participante deveria escolher entre três projetos: LiBraZuka, Mamãe Pechincha e iLivio. Após sua escolha, a atividade proposta era criar e customizar uma única página com um formulário que submetesse para uma segunda página e recebesse os dados.

O mais legal de tudo foi que as pessoas que não tinham visto PHP nem programação conseguiram com apenas algumas horas de introdução ao PHP criar e enviar os formulários.

Sem sombra de dúvidas o PHPWomen contribuiu para o crescimento dessas pessoas e o melhor de tudo, não foi aquele “bicho papão” como a maioria enxerga a área de TI.

O que? Sim você está certo, a ideia é legal, a proposta é boa e os resultados surpreendentes. Mas, como convencer pessoas que não são da área de TI a participar?

Uma das maneiras seria por convite de terceiros, e isso traz um certo resultado, mas o PHPWomen preparou uma surpresa para quem fosse participar.

O Hand-On aconteceu na sede da Google em São Paulo.

Sim, meu caro leitor, você não leu errado, a galera que participou do Hand-On no dia 11 de junho foi na GOOGLE.

Fora todo o ambiente que a comunidade proporcionou para nós, estávamos ainda em uma das maiores empresas do planeta.

Bem, falar do escritório da Google é meio que redundante, porque você encontra por aí diversas matérias falando sobre isso.

Então deixe nossas fotos falar por si só.

Ah, agora você ficou com vontade de ir né?!…rs

Não se preocupe que haverão outras oportunidades e nós com certeza estaremos lá.

Fique de olho aqui na Ctrl Zeta que em breve traremos novidades sobre as próximas oficinas.

Sobre quem escreve

Colunista

Ah! Eu sou esse cara da foto ai, e falar de mim? Não curto, deixa você tirar suas próprias conclusões! Bora viver a vida!

Posts Relacionados

Deixar uma resposta

Seu email não será publicado