Dificilmente você não encontrou a certificação PMI listada como desejada ou exigida quando procurou alguma vaga de emprego ou estágio na área de Projetos.

Mas o que é isso afinal?

Continuando nossa série “Atualize-se já!”, vou explicar do que se trata e como você pode buscar esta certificação.

PMI

Certificado PMI é um diferencial no currículo

PMI – Project Management Institute

PMI é um instituto internacional que certifica profissionais na área de Gerenciamento de Projetos – esta área ainda será assunto na série “Atualize-se já!”.

Ele certifica profissionais no mundo inteiro, não apenas na área de tecnologia, mas em diferentes segmentos de mercado.

O PMI permite que o profissional certificado se mantenha atualizado, pois realiza uma manutenção dos certificados regularmente, por meio do seu sistema CCR ou Continuing Certifications Requirements. Ou seja, após conquistar os certificados, você precisa juntar pontos, chamados de PDU’s para que, após um determinado tempo, você possa renovar a sua certificação.

Para somar PDU’s o profissional pode:

  • participar de cursos e seminários;
  • publicar conteúdo relacionado;
  • participar voluntariamente de grupos ou associações relacionadas;
  • trabalhar na área.

Esta manutenção é interessante, pois além de manter o instituto vivo, permite que o profissional se mantenha atualizado no mercado.

Existem 8 certificações possíveis no PMI para diferentes graus de escolaridade e experiência na área.

Gerenciamento de Projetos - PMI

Gerenciamento de projetos é uma área valorizada dentro do mercado de TI

A mais importante é a PMP que certifica como “Profissional de Gerenciamento de Projetos” aquele que possui:

  • Formação superior (bacharel ou equivalente) com 4 anos de duração;
  • 3 anos de experiência em gerenciamento;
  • 4,5 mil horas de liderança e direção;
  • 35 horas de formação em gerenciamento;
  • U$ 405, se associado PMI ou U$ 555, se não associado.

Ou também, aquele que tiver:

  • Formação no ensino médio ou equivalente;
  • 5 anos de experiência em gerenciamento;
  • 7,5 mil horas de liderança e direção;
  • 35 horas de formação em gerenciamento;
  • U$ 405, se associado PMI ou U$ 555, se não associado.

Se você não possui os requisitos necessários para tirar a PMP, você pode tentar a CAPM. Com esta certificação, o profissional passa a ser reconhecido como “Profissional Técnico Certificado em Gerenciamento de Projetos”.

Para esta certificação é necessário que o profissional tenha:

  • Diploma de ensino médio ou equivalente;
  • 1,5 mil horas de experiência ou 23 horas de formação;
  • U$ 225 para associados e U$ 300 para não associados.

A CAPM é considerada a certificação mais básica e não exige manutenção. Após 5 anos é necessário refazer o processo do zero.

Outras certificadoras

Atualmente existem outras opções ao PMI disponíveis no mercado.

A APMG International realiza no Brasil a certificação em PRINCE2 – Projetos em Ambientes Controlados – o qual se trata de um método europeu adaptável e escalável para qualquer projeto.

Ele tem 3 níveis de certificação. Os 2 primeiros exigem qualquer nível de experiência e podem ser feitos pela internet.

O Foundation é o nível inicial, é pré-requisito para o segundo nível e custa U$600.

O Practitioner é o segundo nível, custa U$650 e exige que você seja sócio da APMG.

O terceiro nível, Professional, já exige comprovação de experiência e o teste custa U$850, somente para sócios APMG.

O IPMA possui um escritório no Brasil e se divide em 4 níveis – “a”,”b”, “c” e “d”. Nesta ordem, certificam Diretor, Gerente Sênior, Gerente e Técnico em projetos.

Custam respectivamente, R$ 6 mil, R$ 4 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil.

Pra que se certificar?

Possuir um certificado não garante emprego nem aumento de salário.

Características identificadas em entrevistas de emprego podem ser tanto quanto ou mais importantes que o certificado.

Certificações

Certificações destacam o profissional no mercado, pois comprova conhecimento mínimo na área

Mas o certificado informa ao empregador qual o mínimo de conhecimento que você possui.

E em um processo seletivo isso é bom, pois poupa tempo com contratações mal sucedidas.

Por isso, cada vez mais empresas demonstram preferir contratar profissionais certificados e listam como requisito desejável ou até mesmo necessário que o candidato possua certificação PMI.

Sobre quem escreve

Colunista

39 anos, Engenheiro Mecatrônico, Uber Partner e estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas na Fatec São Paulo. Curto esportes, games, internet, animais e meus amigos.

Posts Relacionados