Profissão vs Emprego – Você sabe a diferença?

Olá, leitores!

Profissão e Emprego são coisas diferentes, que no entanto muita gente não consegue distinguir. E é por isso que no texto de hoje eu pretendo compartilhar uma reflexão sobre essas diferenças.

Quer saber? Continue lendo!
Há algum tempo saiu no site da Folha uma entrevista com um dos caras mais inteligentes, na minha opinião, e que influenciou muita gente no mercado de TI: Sílvio Meira.

Notícia - Profissão vs Emprego

Ele abordou um assunto que eu gosto muito de pesquisar e falar: como a tecnologia vai impactar cada vez mais as profissões e que um dos principais diferenciais do profissional do futuro é a criatividade.

Segundo Meira:

“Tudo que não envolver resolução de problemas complexos que precisem de imaginação, criatividade, do uso de matemática e de ciência, tudo que não precise de auto-interação humana e do entendimento de contexto será dramaticamente modificado por software e digitalização em geral, a ponto de os empregos desaparecerem.”

Observe que o título diz que algumas PROFISSÕES vão sofrer mudanças dramáticas e o parágrafo acima diz que EMPREGOS vão desaparecer.

Achei importante destacar essas duas partes só pra ratificar a diferença entre Profissão e Emprego.

Profissão vs Emprego no cenário atual e avanço da tecnologia

Mesmo com o avanço da tecnologia e softwares cada vez melhores, as profissões não deixarão de existir. O que mudará, é a forma como serão conduzidas as atividades. Com isso, em muitos casos haverá a necessidade de mudar um pouco o desempenho da função.

Um exemplo disso, que podemos ver na atualidade, é o trecho citado no blog da Contabilidade Capital Social:

Atualmente, os contadores exercem funções que vão muito além das meras atividades burocráticas, servindo como verdadeiros aliados durante todo o planejamento estratégico de um negócio.

Ou seja, a profissão não deixa de existir, mas com a automação das guias de imposto, o contador precisa mudar o foco da sua função, nesse caso, indo para o plano estratégico.

Há a necessidade de se adaptar, para continuar atendendo as necessidades do mercado.

Emprego vs Trabalho

Pois bem, eu  escrevi um texto em 2007, quase dez anos atrás, que falava entre EMPREGO x TRABALHO. Ele nos traz agora em 2017 exatamente essa diferença.

As pessoas procuram por emprego e não trabalho. O índice de pesquisa sempre é de desemprego e não trabalho, quase tudo voltado ao regime CLT do Brasil.

Silvio Meira diz exatamente a mesma coisa: se você tem uma profissão, então estará no mercado de trabalho, se você só tem um emprego, logo poderá perdê-lo e ficar fora. E ele ainda acrescenta que somente as profissões complexas que exigem que o profissional tenha que utilizar o pensamento serão as que resistirão no mercado. O restante será substituído pelos softwares. Algumas profissões e empregos vão desaparecer do dia pra noite.

A minha conclusão é que devemos de fato nos preparar cada vez mais. Além disso, ter uma profissão que exija raciocínio lógico é importante no mercado atual, bem como aliar a tecnologia no nosso dia a dia.

Então, fica a reflexão. Pense nisso!

 

Revisado por: Romário Sergio

Neco Ribeiro

Formado em Artes Cênicas, Psicologia e PNL, Palestrante, Consultor, escritor, Coach e artista performático. É professor nas áreas de motivação e vendas no centro de formação do Sindicato dos Bancários do ABC em Santo André, trabalha como Ator performático(free lancer) pela empresa Um, Dois, feijão com arroz (www.umdois.com.br ) desde 1999 fazendo recreação, escultura com balões, telegramas animados, apresentador animado, mestre de cerimônia e performance artística. É gestor de RH na L3 CRM Consultoria(www.l3.com.br). Trabalha como consultor nas áreas de RH e Comercial desde 2008. Escreveu o livro “Ser Positivo” que está em sua segunda edição. E está prestes a terminar o novo livro de nome provisório “SUPERAÇÃO o X da questão”.