120828072118-apple-samsung-patent-suit-tablet-large

Parecidos?

Decidido finalmente! A Samsung não poderá mais copiar algumas características do smartphone da Apple

A Suprema Corte Americana, em decisão final, definiu que a Samsung deverá criar updates – atualizações – para remover dos seus sistemas:

– a função de deslizar para desbloquear o acesso ao smartphone;
– autocorreção;
– software quick-link.

Mas antes mesmo da decisão ser tomada, a Samsung já havia modificado a forma como estes aplicativos funcionam nos seus aparelhos. A função de ‘deslizar um botão’ para desbloquear o acesso aos Galaxy’s já foi modificada para ‘deslizar o dedo em qualquer ponto da tela’ de desbloqueio. O teclado também já sofreu várias modificações antes da decisão judicial.

A Samsung se pronunciou em comunicado que seus aparelhos continuarão a ser suportados pela empresa e que irá lutar por uma revisão da decisão do dia 17 de setembro.

A Suprema Corte concedeu uma decisão judicial de restrição à Apple, mas sem necessidade de que a Samsung remova das prateleiras seus produtos não modificados. Foi definido que a Samsung deverá modificar as características remanescentes em seus aparelhos, que ainda não foram modificados, sem a necessidade de recall dos aparelhos já vendidos.

Justiça lenta

A ação foi protocolada pela Apple em 2012, séculos atrás em termos tecnológicos. Tomando por base como provas na causa, o smartphone mais moderno da Samsung na época era o Galaxy S2.

Desde essa época, muitas inovações e até novos softwares vieram melhorar ou até substituir funções que geraram a causa judicial.

Apple venceu! Será?

Com esta decisão judicial, a Apple finalmente venceu, o que pode ser considerada uma “vitória de Pirro”. Na decisão de primeira instância, a Samsung foi condenada a pagar à Apple U$ 120 mi pelas violações de patente, o que representou menos de 10% do que havia sido solicitado pela empresa da maçã.

Este é só um dos vários processos de violação de patentes que as duas gigantes dos smartphones no mundo travam nos tribunais americanos. Em outro caso, foi concedido à Apple ressarcimento de U$ 980 mil por danos causados pela Samsung por copiar o iPhone. Porém, uma corte de apelação definiu que a Apple não teria direito a patentear o design básico do seu aparelho, o que coloca o direito a esse valor sob dúvidas.

Mas nem tudo é briga!

As empresas conversaram no ano passado e chegaram a um acordo. Daqui por diante, os próximos processos de patente serão processados em outras bandas, fora dos Estados Unidos.

Sobre quem escreve

Colunista

39 anos, Engenheiro Mecatrônico, Uber Partner e estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas na Fatec São Paulo. Curto esportes, games, internet, animais e meus amigos.

Posts Relacionados