Você está louco pra encontrar uma vaga de emprego ou estágio em TI, e sempre que elas  aparecem vêm junto uns palavrões do tipo Scrum, PMI, SEO, transmídia, análise de negócios…

Não se desespere muito!

Acompanhe a série de posts da Ctrl Zeta e comece a saber pelo menos do que se trata, para começar a se aprofundar e aumentar suas chances de ser contratado.

Scrum

No primeiro episódio da série vou falar um pouco sobre o Scrum (pronuncia-se “scrãm”).

Quem gosta de Rugby, como eu, deve estar se perguntando “é o mesmo scrum do rugby?”.

Scrum do rugby

Scrum no rugby – trabalho coordenado em conjunto

Bem, se for considerado o trabalho em equipe com um objetivo em comum, sim, tem muito a ver.

Como funciona

Trata-se de um framework que ajuda no desenvolvimento de softwares de forma rápida e bem sucedida.

Faz parte das técnicas chamadas de “métodos ágeis de programação”.

Uma equipe típica que utiliza o Scrum é dividida da seguinte forma:

  • uma espécie de chefe que sabe tudo o que é necessário para ser realizado, para se ter o produto final completo (Product Owner);
  • um líder da equipe (Scrum Master);
  • uma equipe de 6 a 10 pessoas (Scrum Team);

Ele funciona basicamente com a realização de reuniões frequentes desta equipe para:

  • conhecer o projeto como um todo, conhecendo os principais objetivos a serem alcançados (Sprint planning meeting);
  • saber o que foi feito no dia anterior e expôr resultados (Sprint review meeting);
  • saber o que atrapalhou a realização dos objetivos do dia anterior e indicar soluções para os problemas e melhorias do que foi feito (Sprint retrospective);
  • definir os objetivos do dia a serem realizados pela equipe (Daily Scrum);
Ciclo do Scrum

Ciclo básico do Scrum com reuniões e objetivos

Na reunião inicial todos participam, inclusive pessoas de fora da equipe Scrum, tomam conhecimento do produto que será desenvolvido e quais são as principais etapas (Product Backlog). Após isto, reuniões diárias são realizadas para definir o que deverá ser feito naquele dia (Sprint backlog), neste momento, o líder de equipe negocia com o chefe se o objetivo pode ser ou não alcançado pela equipe ao final do dia e adequar seu tamanho.

Ao final do dia de trabalho (Sprint), é feita outra reunião para apresentar os resultados, os problemas encontrados, soluções, melhorias e o que deverá ser tratado no dia seguinte.

É só cobrança?

Pode acontecer da empresa sentir-se tentada a usar o Scrum apenas com o intuito de ter uma equipe enxuta com todos trabalhando feito loucos, sendo cobrados à exaustão.

Porém, o objetivo principal do Scrum é manter a dinâmica de trabalho alta, subdividindo tarefas em partes menores e capazes de serem implementadas em curtos períodos de tempo, aproveitando o potencial da equipe, trabalhando em grupo ou individualmente.

Muito próximo uma coisa da outra? Pode até ser.

Divulgação - Dilbert de Scott Adams

Divulgação – Dilbert de Scott Adams

A principal diferença está em ter uma equipe satisfeita em concluir rapidamente uma tarefa complexa de forma rápida, ou um bando de zumbis cheios de cafeína e doidos pra trabalhar em outro lugar.