Fala galera, hoje vamos falar de UX. O quê? Já bugou? Normal, afinal de contas o “bum” do UX (User eXperience)  aconteceu”recentemente”, e por isso o espanto.

Vamos partir do princípio. UX trata da experiência do usuário com o produto, ou seja, a experiência de uso do cliente com o seu produto como um todo.

O processo do produto

Pensando em um ambiente de desenvolvimento de software, em sua grande maioria o cliente não sabe explicar o que quer, o analista não projeta conforme as especificações e a ideia acaba sendo vendida como algo que não existe. Pode até parecer piada, mas isso acontece, e com muito mais frequência do que você imagina.

UX o que é isso afinal?

Apple e UX

Mas, UX não trata apenas da produção do produto em si, mas de todo o contexto que envolve o usuário. Vamos tomar a Apple como exemplo: qual a experiência dos usuários do iPhone? Calma! Sem fanboys, é apenas um exemplo.

Aposto que você logo pensou no usuário com o iPhone na mão, mas a UX se inicia antes disso, se inicia no desejo do usuário de ter aquele iPhone.

Pare e pense, porque alguém deseja ter um iPhone, principalmente no Brasil, considerando o seu custo?

Analisemos os contras: é caro, a bateria não dura, não serve para quem usa mais de um chip, acessórios são vendidos em troca de um fígado e por aí vai. Mas, porque ainda assim, o iPhone é objeto de desejo de tantos? Exatamente por conta da UX.

O usuário deseja aquele iPhone antes de ter ele e, quando finalmente adquire uma experiência com a interface do iOS, a leveza nas curvas do aparelho faz com que o usuário sinta que aquele iPhone foi desenhado exclusivamente para ele e, finalmente, o pós venda, quem já precisou do suporte da Apple?

Não tem o que reclamar, é simples e o usuário do serviço é tratado com respeito e como cliente. (Aquele momento que os fanboys da Samsung estão gritando também pelo preço).

Então, esse é o segredo

UX é exatamente isso, colocar o usuário no centro de tudo, e quando digo tudo é TUDO mesmo. Afinal, qualquer produto desenvolvido é criado para que seja utilizado por alguém.

E aí, entendeu? O básico sei que sim, mas como sei que você vai correr atrás de mais material sobre UX, eu separei dois textos para vocês da Daniela Castro: Vamos entender UX? e O que aprendemos no workshop “Vamos entender UX?”.

Como assim workshop? Sim meu caro, você perdeu, pois rolou um workshop no dia 16 de junho sobre o tema 🙁

Sei, é triste, mas não se desespere, pois dia 28 de julho haverá outro workshop com o tema Design Sprint – onde o design e a velocidade importam com a Carla de Bona que já conhecemos no WoMakersCode. Corre no site e garanta já a sua vaga, porque se tu perder de novo vai acabar chorando.

E claro, a Ctrl Zeta vai marcar presença no workshop.

Sobre quem escreve

Colunista

Ah! Eu sou esse cara da foto ai, e falar de mim? Não curto, deixa você tirar suas próprias conclusões! Bora viver a vida!

Posts Relacionados

2 Respostas

Deixar uma resposta

Seu email não será publicado