Será mesmo que a união do Xbox One com computador pode ser boa? Para o chefe da Xbox, Phil Spencer, a união vai muito além de “apenas boa”. A ideia é que a união do PC com o Xbox One levará os games feitos pela Microsoft ao Windows 10, por meio do qual visam o alcance de um público ainda maior e terão suas qualidades gráficas levadas ao limite com a possibilidade de suporte com placas de 4k e mais recursos.

Em um evento que aconteceu em São Francisco, nos EUA, Phil Spencer falou aos jornalistas, explicando um pouco sobre a sua visão estratégica.

Exclusivos do Xbox nos PCs

Xbox-e-PC-união-pode-ser-boa-para-os-jogadores-ctrlzetaIsso porque, os anúncios feitos de forma constante pela Microsoft revelaram que os games Quantum Break, Forza Motorsport 6, Gears Of War Ultimate Edition não seriam mais exclusivos aos consoles. Phil considera isso importante, pois ao criar uma plataforma que une videogame e computador será possível utilizar recursos como, partidas online, compras, salvamento do mesmo jogo em duas plataformas diferentes e, o que ele considera principal, o avanço da tecnologia do console.

 

Títulos como Halo continuarão sendo verdadeiros blockbusters, ainda mais com a possibilidade de serem jogados em computadores. A Microsoft prevê que isso possa ajudar a estabelecer o domínio do Windows 10. No entanto, isso pode ser bom apenas para a companhia, mas não para quem comprou o console de mesa por causa das exclusividades, que agora, podem não ser tão exclusivas.

“Para que o Windows seja bem sucedido, os jogos têm que ser vibrantes saudáveis e inovadores” afirmou Spencer.

Para as pessoas que ficaram preocupadas com o fato de os games exclusivos não serem mais exclusivos, Phil Spencer afirma que isso não significa que a Microsoft está trocando as vendas do One para vendas dos Computadores, mas sim, acreditando que os desenvolvedores de games apostarão na Plataforma Universal do Windows, a qual irá fazer a conexão entre diferentes mundos.

“A partir daí, começaremos a ver mais o que acontece no mercado de PC. Nele, eu posso voltar e rodar os meus velhos jogos da série Doom que eu comprei há tantos anos, mas ao mesmo tempo posso jogar os títulos mais recentes em 4K, pois a minha biblioteca está sempre comigo. A inovação de hardware continua e as inovações de software as utilizam sem que eu tenha que pular uma geração que faça perder tudo o que eu joguei antes.”, afirmou Spencer

 E ainda tem mais, segundo ele essa “parceria” traria mais inovações na área dos consoles.

“Para nós, quando olhamos para os consoles e em seu espaço no mercado, acredito que veremos mais inovaçõesXbox-e-PC-união-pode-ser-boa-para-os-jogadores-ctrlzeta na área dos consoles do que jamais vimos. Acho que vamos conseguir obter novas capacidades de hardware durante uma geração, permitindo que os mesmos jogos rodem com retrocompatibilidade e compatível às novas
plataformas por que temos a aplicação universal do Windows rodando em conjunto com a plataforma universal do Windows, que permite mais inovações de hardware sem invalidar o hardware atual e os jogos que rodam nesta plataforma” disse Phil Spencer